Existem evidências seguras de que funcionam para o emagrecimento?

Cada ano que começa nos faz renovar as esperanças de uma vida melhor, mais saúde, dinheiro, amor, etc.; traz à tono nossos sonhos e desejos e nos faz prometer novamente para nós mesmos que “neste ano as coisas serão diferentes”.

Entre os planos de muitas pessoas está PERDER PESO! A dificuldade de realizar tal feito e depois de muitas tentativas frustradas, o start é dado, iniciando uma dieta (geralmente daquelas milagrosas) e a matrícula em uma academia na qual promete treinar todos os dias. Isso tudo é feito no intuito de resolver em um mês o problema estabelecido em vários anos, esse é o grande problema.

Costumo sempre perguntar aos meus pacientes quando foi que começou a ganhar peso e normalmente escuto no discurso um ponto chave: a primeira gestação, o casamento, o início do trabalho, um evento de perda importante como a morte de alguém importante, entre outros; e a cronologia deste fato até o momento de agora comumente tem mais de cinco anos. A minha primeira proposta é retornar ao peso ideal na metade desse tempo, ou seja, 2,5 anos, 30 meses! Se o cliente precisa reduzir 15kg, por exemplo serão 500 gramas a menos por mês.

Para um emagrecimento efetivo é indispensável que o paciente tenha paciência e persistência. Há necessidade de adaptação orgânica para o novo peso corporal, para a nova quantidade de calorias diárias e também para o estresse causado pelo exercício físico. Aqui cabe bem aquele velho ditado: “A pressa é inimiga da perfeição”. O efeito sanfona (ganhar e perder peso rapidamente) acontece com as pessoas que emagrecem muito rapidamente, não dando o time para o metabolismo se adaptar.

Enfim, vou listar aqui para vocês 5 coisas que estão na moda para fazer você emagrecer e suas evidências. Não esquecendo que o mais importante de tudo é a mudança do estilo de vida, para a vida, não somente por um período de tempo!

  1. JEJUM INTERMITENTE

O Jejum Intermitente é uma estratégia dietética para o emagrecimento que surgiu após observação de populações que realizam esta rotina (mesmo que não com foco no emagrecimento) e que obtiveram resultados na mudança da composição corporal. Ele deve ser realizado de 16 a 18 horas por dia sem alimentos, sendo liberado somente líquido (água, café sem açúcar e outras bebidas sem adição de açúcar). Nas outras 6 a 8 horas restantes do dia o paciente pode se alimentar, óbvio que preferencialmente de produtos saudáveis e não se empanturrar! Pode ser realizado 2 vezes na semana e tem efeitos tanto na redução do peso corporal como na limpeza orgânica estimulando a degradação de células erráticas, melhoramento dos processos absortivos intestinais e aumento da utilização de gordura como fonte de energia.

  1. DIETA CETOGÊNICA

A dieta cetogênica nada mais é que uma alimentação baseada em proteínas com a exclusão total ou quase 100% dos carboidratos. Já está comprovado também que nosso metabolismo é muito eficaz na digestão das proteínas e gorduras e que o carboidrato é causador de picos muito altos de insulina, bem como processos alérgicos intestinais, constipação, entre outros males. Então, viver mais de proteína parece ser uma ótima para nosso corpo, além do que, tirar os carboidratos, principalmente os simples (pão branco, macarrão, farinhas, bolachas, etc.) certamente vai reduzir a quantidade de calorias ingeridas no dia e contribuirá para o balanço energético negativo, fazendo com que você perca peso.

  1. TREINAMENTO INTERVALADO DE ALTA INTENSIDADE (HIT)

O treinamento de alta intensidade entrou com tudo nas academias, clubes e estúdios de condicionamento físico com o apelo de que faz maior consumo de gordura e portanto emagrece mais. Fato: o treinamento com mais intensidade provoca mais ajustes fisiológicos que consequentemente consomem mais energia para manutenção da homeostase corporal. Em miúdos, sim, o treinamento intervalado de alta intensidade não só causa mais adaptações como aumenta o consumo de gordura durante o treino e causa um efeito de maior gasto de calorias no pós treino, momento em que seu metabolismo vai buscar refazer os seus estoques e se preparar para a próxima sessão de treino.

  1. MEDICAÇÕES NOVAS – A LIRAGLUTIDA

Há muitos anos a medicina e a farmacologia vem tentando desenvolver medicações que emagreçam as pessoas! Na minha humilde opinião, nenhuma pessoa consegue ser emagrecida por terceiros, ela que precisa decidir mudar de vida e ficar magro. Contudo, experiências como a da Liraglutida (Saxenda® ou Victoza®), medicação criada para controlar o Diabetes, tem se mostrado efetiva no emagrecimento. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) liberou essa droga como adjuvante no emagrecimento para adultos obesos com IMC (Índice de Massa Corporal) maior que 30 ou >27 com comorbidades (hipertensão, apneia do sono ou alto colesterol). As desvantagens estão no preço (entre R$370,00 e R$570,00) e a aplicação que é subcutânea. Tal medicação promete enviar mensagem de saciedade para nosso cérebro. Pois bem, apesar de efetivo, creio que utilizar para o resto da vida seria um custo altíssimo para o seu orçamento.

  1. CIRURGIA BARIÁTRICA

As técnicas de cirurgias bariátricas foram desenvolvidas para ajudar no emagrecimento principalmente de paciente muito obesos (IMC > 35), com comorbidades, e que já tenham tentado muitas vezes emagrecer, sem sucesso. Pois bem, na maioria dos casos há o emagrecimento efetivo dos pacientes, apesar de sabidamente pelo menos 20% deles retornarem ao peso inicial após dois anos do procedimento. O grande problema da cirurgia é que dependendo da técnica utilizada o paciente terá déficits nutricionais para o resto da vida tendo que utilizar suplementações e realizar acompanhamento muito próximo com seus médicos. Minha preocupação ainda fica com a falta de trabalho emocional para a manutenção do peso, é o que chamo de “pensamento gordo”, pois, muitos desses indivíduos emagrecem porque literalmente não cabe no estômago a comida, mas continuam sendo alimentos de má qualidade; e o emagrecimento exageradamente rápido que se por um lado diminui os riscos cardíacos e outros, promove uma sobra de pele corrigida somente com cirurgias plásticas.

Finalmente, o que funciona ainda é uma alimentação de qualidade e uma boa rotina de exercícios físicos!

Receba a nossa apresentação

Seja um franqueado DoctorFit, deixe os seus dados abaixo.

Sócia e Diretora Técnica da Franquia DoctorFit, médica e educadora física.

Divulgue para todo mundo :D

Escreva seu comentário sobre esse post!