O exercício físico já se mostrou um grande aliado no combate de lesões, prevenção de doenças psicossomáticas e a manutenção de uma boa qualidade de vida. Resumidamente, o exercício físico consegue abranger várias necessidades e públicos, fazendo com que ele possa ser praticado por todos, sem exceção. Além disso, o exercício físico como parte da rotina, demonstrou menores níveis de procrastinação e indisposição, fazendo com que o praticante fique cada vez mais focado em suas atividades diárias, melhorando sua concentração e o ajudando a alcançar suas metas. Isso acontece pelo fato de que, durante o treinamento, conseguimos superar nossos próprios obstáculos e dificuldades, trazendo para o praticante, a sensação de dever cumprido e de meta alcançada.

Dentre as mais diversas diretrizes do exercício físico, o treinamento de força tem ganhado cada vez mais espaços no meio dos amantes de esportes, pois, é uma modalidade que consegue abranger ainda mais os objetivos de treinamento, ou seja, treinando força, não só se melhora a força do indivíduo, mas também o previne de lesões musculares, aumenta a produção de enzimas anti-inflamatórias, aumenta os depósitos de glicogênio muscular e melhora a taxa metabólica basal, uma vez que o músculo é o principal responsável pelo nosso gasto energético.

Além disso, há também uma distinção, quando se fala em objetivos com o treinamento de força. Um estudo recente mostrou que para a maior parte das mulheres praticantes de musculação, o seu principal objetivo treinando é a diminuição do percentual e gordura. Já para os homens participantes do estudo, o objetivo maior é a hipertrofia muscular. Isso nos demonstra que o treinamento de força, além de atender públicos diferentes, consegue ser uma excelente escolha, se você objetiva resultados rápidos bem expressivos.

Contudo, é importante explicar exatamente a diferença entre o treinamento de força e o treinamento que leva à hipertrofia. Quando falamos de força, estamos falando da valência física, no qual o indivíduo desenvolve a capacidade de levantar mais peso, por exemplo. No caso da hipertrofia, ela se remete ao aumento e à construção da fibra muscular, fazendo com que o indivíduo fique mais “musculoso”.  As formas de treinamento dessas duas capacidades são diferentes. Ou seja, para treinar com o objetivo em melhorar a força, normalmente a estratégia é focada no grande volume de peso, baixas repetições e quantidades de séries mais elevadas. Já a hipertrofia, essa é focada no estresse muscular, então, não necessariamente teremos grandes volumes de peso durante o treinamento. Baseado nos objetivos da maior parte do público masculino, o treinamento de força e hipertrofia, quando bem conciliado com uma dieta focada no consumo de proteínas, consegue demonstrar resultados claramente expressivos e em períodos que, normalmente em outras modalidades, levariam mais tempo. Isso, mais uma vez nos dá a certeza que o treinamento de força e hipertrofia é o melhor aliado do homem, se o seu objetivo for o aumento da sua capacidade de força e a sua hipertrofia muscular.

==> Encontre a unidade da DoctorFit mais perto de você

É investidor ou profissional de educação física?

Seja um franqueado DoctorFit

Deixe os seus dados abaixo para receber a ligação do nosso time de expansão.
Divulgue para todo mundo :D

Escreva seu comentário sobre esse post!