Falar sobre emagrecimento nunca é demais!

Geralmente quando alguém decide emagrecer quer resolver logo! Quanto mais rápido perder o peso em excesso melhor! Se você está com esse pensamento, calma, leia esse texto primeiro.

Nosso corpo foi planejado para economizar energia, e, ele é excelente nisso! Tão bom que quando você começa a ingerir poucas calorias ao dia, ele interpreta como um estado de guerra, reduzindo todos os mecanismos não essenciais para economizar o máximo de energia possível. Essa etapa é aquela em que a maioria dos pacientes se sentem menos dispostos, sonolentos, fracos, e pior, você olha para a balança e apesar de todo o sofrimento, nenhuma grama a menos!  É verdade, portanto, quando se ouve falar que quando o processo de emagrecimento avança, cada vez você precisará comer menos para continuar perdendo peso.

Adaptação é a capacidade mais bem desempenhada pelo nosso organismo! Para mudar o rumo dessa história, é preciso entender que a mudança não está na balança. A primeira coisa que você precisa entender é que diminuir o valor que aparece no visor da balança não determina o sucesso do processo.

Se você emagreceu somente reduzindo o consumo de calorias, provavelmente chegará em um platô de perda, onde comer menos ainda parecerá insanidade e o peso estará estabilizado, porém ainda acima do que você desejava.

O processo de emagrecimento deve estar atrelado a mudança do estilo de vida e entre as adaptações da sua rotina, a inclusão de exercícios físicos resistidos (feitos com pesos) precisa ser uma prioridade. Quanto mais massa muscular desenvolvermos, maior será o nosso gasto energético diário, consequentemente mais fácil será o controle do peso corporal e do efeito sanfona.

Perder peso com saúde é fazer uma boa relação entre perda de gordura e ganho de massa muscular.

Por vezes esse caminho parece assustador porque tendo o músculo uma densidade muito maior do que a do tecido adiposo, na balança se reflete a manutenção do valor do peso total ou até valores maiores. Você estará mais pesado, porém com uma composição corporal mais saudável. Resumindo: na balança o peso será maior, mesmo com a redução do tecido de gordura.

Essa relação gordura versus músculo precisa ser bem entendida. Vou utilizar aqui uma imagem clássica que vai lhe ajudar a entender o que eu estou querendo explicar.

Essa imagem clássica para nós da área do exercício é extensamente utilizada para ensinar aos nossos clientes a diferença de espaço ocupado por 2kg de gordura e 2kg de massa muscular. Por essa razão que a balança não deve contar no processo de emagrecimento saudável. Quanto mais você substituir tecido de gordura por muscular, maior será a sua densidade corporal e consequentemente maior o peso total na balança. Se você não puder acompanhar com um bom método de avaliação física para ver se está conseguindo esse resultado, a dica é: observe se as suas roupas estão ficando mais soltas!

Agora se você ainda está com o pensamento fixo na balança, vou escrever sobre outras vantagens em se ter mais massa muscular:

1.       Você terá um custo calórico maior para manter as suas atividades do dia a dia;

2.       Sua taxa metabólica basal aumentará proporcionalmente ao ganho de massa muscular;

3.       Músculos a mais vão contribuir para o melhor controle glicêmico, prevenindo o surgimento do diabetes e outras doenças metabólicas;

4.       A manutenção de uma quantidade adequada de massa muscular previne lesões articulares e quedas;

5.       A quantidade de massa muscular que você ganha no processo de emagrecimento está diretamente ligada à redução da flacidez que você terá.

Portanto, esqueça os valores da balança e concentre-se em realizar um processo de emagrecimento saudável e duradouro.

Se você está com dificuldade de realizar esse processo sozinho, vem para a DoctorFit, essa é uma das  nossas especialidades!

Seja um franqueado DoctorFit

Deixe os seus dados abaixo para receber a ligação do nosso time de expansão.
Divulgue para todo mundo :D

Escreva seu comentário sobre esse post!