===> Se ainda não leu a parte I, comece por lá. (Clique para ler)

Sente-se num lugar calmo, beba um café e preste muita atenção no que você vai ler hoje, porque, de todas as características empreendedoras as quais estou escrevendo, sem dúvida, a que Pareto descreveria como seu princípio 80/20 é a determinante para atingir o sucesso. Então, aproveite e aplique-a hoje mesmo no seu negócio e vida pessoal.

As dificuldades que estamos passando em meio à pandemia, nos deixarão mais fortes ou nos destruirão de vez. Logo peço que sempre continue nesse blog conversando conosco, pois, ao reunir-se com pessoas fortes de espírito e esforçadas, você vai aderindo essas características tornando-se mais antifrágil perante os problemas.

Para iniciarmos recordando a primeira etapa do texto, vale lembrar de Vilfredo de Pareto, o economista e sociólogo que através de seus estudos e testes percebeu que em geral 80% da renda de um país está concentrada nas mãos de 20% da população, sendo esse conceito utilizado para explicar os resultados de várias outras áreas.

Explico citando alguns exemplos abaixo:

  • 80% dos resultados de uma empresa são compostos por 20% dos empregados.
  • 20% dos alunos possuem 80% das notas mais altas que o restante dos colegas.
  • 80% do seu resultado em marketing vem de 20% de alguma ação.

E assim consequentemente.

E por que iniciei o artigo relembrando a teoria de Pareto?

Pois como discorreria Charles Chaplin: a persistência é o caminho do êxito.

Então, seja bem-vindo (a) para entender e aplicar hoje mesmo a qualidade mais importante de todas as características empreendedoras, a PERSISTÊNCIA.

TÓPICO 1 – NÃO DESISTE DIANTE DE OBSTÁCULOS

Entenda seu caminho no empreendedorismo não como um fim, mas como um meio. E por que escrevo isso? Caso venhas a ter uma falência nessa pandemia, o que já ocorreu para mais de 600.000 empresas, essa etapa não pode ser o seu fim, não pode ser o final do seu percurso, isso deve ser observado como mais um aprendizado.

A grande maioria dos empreendedores vive a chamada síndrome da bala de prata, acreditando que possuem somente uma chance, e após esse primeiro fracasso tudo irá por água abaixo. Não entendem que os desafios fazem parte do caminho para o ganho de aprendizado, que a maturidade virá somente com os tropeços e experiência.

Algumas histórias já são sabidas mas existem outras que costumo contar em todos eventos que palestro ou dou treinamento. Uso casos reais para demonstrar que essas pessoas devem servir de exemplo para nós empreendedores.

Começo por Abraham Lincoln, que até tornar-se um dos mais prestigiados presidentes americanos passou por muitos fracassos e tristezas, mas sua grande persistência o fez permanecer no caminho do sucesso. Ficou órfão aos 09 anos, teve sua falência aos 20 e perdeu muitas vezes como candidato na política até tornar-se presidente.

Vindo para nosso Brasil o grande Geraldo Rufino da JR Diesel serve de exemplo. Geraldo foi catador de latinha, office boy, trabalhou de empregado em outras empresas até ter sucesso na JR, mas, o que a grande maioria das pessoas não sabe é que até dar certo nessa empresa ele já tinha declarado seis falências.

Dentre muitas histórias que poderíamos lembrar de empreendedores que fracassaram antes der dar certo, acredito que uma das mais épicas, senão a maior, tenha sido do próprio Steve Jobs, quando fora demitido pelo próprio CEO que ele havia contratado para gerir o conselho da Apple.

Finalizando esse tópico é importante ficar claro que não existe o “não deu certo”, existe o “até dar certo”, por isso, persista sempre e esqueça da síndrome da bala de prata!

TÓPICO 2 – REAVALIA E INSISTE OU MUDA SEUS PLANOS PARA SUPERAR OBJETIVOS

Começo fazendo referência nesse início de assunto a um grande empreendedor chamado Marcelo Germano. Ele, proprietário de várias empresas, sendo uma delas de cursos de gestão, afirma em discurso categórico que toda empresa deve ter uma meta, um plano de ação e execução.

A meta deve guiar a empresa para que todos saibam o porquê estão ali e para que lado devem ir. Um plano de ação deve ser claro. Nele deve-se estabelecer os procedimentos para alcançar aquele alvo e a execução perene a fim de alcançar essa meta.

A grande questão desse tópico, que relaciona-se com o primeiro é fazer por entender que após definido uma meta, nãos se deve parar mais. Carece reavaliar o plano de ação, observando se está sendo executado com a maestria o qual havia sido planejado, com a consistência que se é necessário e com o foco que é desejado, caso não estejam alcançando o resultado.

Mas após dada a largada do planejamento e da execução, não se pode empacar mais, você deve observar seu negócio de maneira macro, analisando os cenários de todos os lados, a fim de colher informações para novas tomadas de decisão, mas, jamais deve-se parar de insistir em prol do objetivo já almejado.

Por isso a importância de analisar o plano, caso necessite-se mudar alguma estratégia para obtenção de resultado, pois como discorre Peter Drucker, guru de gestão americano: “Não há nada tão inútil quanto fazer com grande eficiência algo que não deveria ser feito”.

TÓPICO 3 – ESFORÇA-SE ALÉM DA MÉDIA PARA ATINGIR SEUS OBJETIVOS

O trabalho duro é a única maneira de permanecer no topo.

Muitas frases, autores e textos guiam minha vida como empreendedor, mas caso tivesse que citar algumas, essa estaria no pódio. Não me vem a memória empreendedores que tenham conquistado resultados expressivos sem que necessariamente tenham trabalhado muito, principalmente nos anos iniciais do negócio.

A máxima de que ter uma empresa é fácil e simples é uma das maiores calúnias já inventadas. Ser empreendedor é desafiar tributação, custos altos de produto, falta de mão de obra qualificada e uma série de outros fatores. O que faz esse empreendedor continuar obtendo devido sucesso é a exata decisão de continuar trabalhando muito.

Mas não entenda esse continuar trabalhando muito, esforçar-se além da média como um diálogo somente para execução de trabalho braçal, compreenda que a preparação para ser um melhor gestor é importantíssimo para o seu aprimoramento como empresário.

Sempre mapeie suas principais dificuldades e trabalhe incansavelmente para desenvolvê-las, colocando-as em prática tão logo possa. Dentro do seu dia de trabalho separe pelo menos uma hora para o seu desenvolvimento como empreender.

Estamos num momento atual no qual o real cenário brasileiro para fazer a empresa dar certo, principalmente as pequenas, passa por conhecer muito sobre o que se está fazendo. Não adiantando somente trabalhar e se esforçando acima da média, se não possuir conhecimento técnico algum sobre o que está gerindo.

Para finalizar, relembro professor Stelio Dantas, um dos ícones da Educação Física brasileira, num dos seus mais famosos discursos: teoria sem prática é demagogia, mas, prática sem teoria é loteria.

Caminhe um quilômetro extra!

Seja um franqueado DoctorFit

Deixe os seus dados abaixo para receber a ligação do nosso time de expansão.

Divulgue para todo mundo :D

Escreva seu comentário sobre esse post!