Osteortrite (OA), ou osteoartrose. Afeta 12% da população entre 25 e 74 anos.

É caracterizada pela dor articular que leva a limitação funcional e alteração na capacidade de realização de tarefas diárias. A primeira abordagem terapêutica deve ser a perda de peso nos casos de obesidade, você sabe porquê?

Recentes estudos têm evidenciado que a obesidade é uma síndrome sistêmica e que compromete as articulações para além do sofrimento articular mecânico (excesso de peso na articulação). Estudo de Coggon, et al. (2001) já demonstrava que indivíduos com IMC de 30 kg/m2 têm risco aumentado de OA de 6,8 vezes maior dos que têm índice normal.

Estes estudos demonstraram também que a redução de 5 kg de massa corpórea reduz a probabilidade de desenvolvimento da doença em 50%. O tratamento portanto passa pela prática regular de exercícios físicos que reduzem a dor crônica e melhoram a força muscular sendo capazes de frear o processo da doença e melhorar a qualidade de vida dos pacientes. Uma boa indicação são os exercícios funcionais sob supervisão, é claro, de profissional habilitado e capacitado.

Na modalidade farmacológica além das medicações tradicionalmente utilizadas como os analgésicos e antiinflamatorios, ou até antidepressivos com ação analgésicos, hoje temos as opções de condroprotetores como a união da glicosamina e condroitina ou o ácido hialurônico; ainda em estudo temos os suplementos como os hidrolisados de colágeno e fitoterápicos como a curcuma longa.

Comece pela atividade física e hábitos saudáveis.
Os Doutores do Fitness estão preparados para lhe ajudar.
Procure a unidade DoctorFit mais perto de você!

Forte abraço,

Clarissa Coan

Médica e Educadora Física

DoctorFit – Seu novo estilo de vida

Escreva seu comentário sobre esse post!